Avaliabilidade do Programa de Obesidade infanto-juvenil na rede pública especializada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51723/ccs.v34i04.1394

Palavras-chave:

Avaliação em Saúde, Manejo da Obesidade, Obesidade Infantil, Vigilância em Saúde Pública, Doença Crônica

Resumo

Objetivo: realizar um estudo de avaliabilidade descrevendo o planejamento do monitoramento e avaliação do Programa de Obesidade infanto-juvenil de uma unidade da Rede de Atenção secundária da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Método: com abordagem qualitativa, realizou-se análise documental, entrevistas com atores-chave, elaboração e validação do modelo lógico (ML) e do protocolo de boas práticas, a matriz de informações, o diagrama da teia e proposição da matriz de análise e julgamento (MAJ). Resultado: verificou-se a ausência de protocolos que descrevessem as ações do programa. Selecionou-se o conteúdo prioritário para o protocolo e MAJ através das entrevistas e oficinas. Conclusão: o programa é passível de avaliação, e o EA mostrou-se apropriado, permitindo a participação dos atores na elaboração do ML, além da reflexão sobre estratégias para melhorar o programa e interlocução com outros setores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Sousa Costa Pessoa, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal - SESDF

Mestre em Avaliação em Saúde – Fundação Oswaldo Cruz/ Nutricionista da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Centro Especializado de Diabetes, Obesidade e Hipertensão Arterial. Brasília, Distrito Federal, Brasil.  

Elizabeth Moreira dos Santos, Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz Rio de Janeiro

Médica. Professora Doutora. Fundação Oswaldo Cruz – Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca / Fundação Cesgranrio (Centro de Seleção de Candidatos ao Ensino Superior do Grande Rio), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Mariana Sodário Cruz, Universidade de Brasília - UnB

Professora Associada da Universidade de Brasília (coorientadora). Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Andreia Ferreira de Oliveira, Fundação Cesgranrio

Professora Adjunta de Cursos de Graduação em Gestão de Avaliação e do Mestrado Profissional em Avaliação. Fundação Cesgranrio (Centro de Seleção de Candidatos ao Ensino Superior do Grande Rio), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

WHO. World Health Organization. Obesity. 2017. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/obesity#tab=tab_1 acesso em 25 de janeiro de 2020.

Abarca-Gómez L, Abdeen ZA, Hamid ZA, Abu-Rmeileh NM, Acosta-Cazares B, Acuin C, et al. Worldwide trends in body-mass index, underweight, overweight, and obesity from 1975 to 2016: a pooled analysis of 2416 population-based measurement studies in 128•9 million children, adolescents, and adults. The Lancet. 2017;390(10113):2627–42. Available from: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(17)32129-3

OPAS. OPAS/OMS Brasil - Desigualdade exacerba fome, desnutrição e obesidade na América Latina e no Caribe [Internet]. 2018 [citado 17 de janeiro de 2020]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5799:desigualdade-exacerba-fome-desnutricao-e-obesidade-na-america-latina-e-no-caribe&Itemid=839

Simões CF, Lopes WA, Remor JM, Locateli JC, Lima FB, Santos TLC dos, et al. Prevalence of weight excess in Brazilian children and adolescents: a systematic review. Rev Bras Cineantropometria Desempenho hum [Internet]. 2018Jul;20(4):517–31. Available from: https://doi.org/10.5007/1980-0037.2018v20n4p517

Brasil. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), 2021. Disponível em: https://sisaps.saude.gov.br/sisvan/relatoriopublico/index acesso em 09 de setembro de 2022.

Sousa GC de, Lopes CSD, Miranda MC, Silva VAA da, Guimarães PR. A pandemia de COVID-19 e suas repercussões na epidemia da obesidade de crianças e adolescentes. REAS [Internet]. 11dez.2020 [citado 28nov.2022];12(12):e4743. Available from: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/4743

Nehus E, Mitsnefes M. Childhood Obesity and the Metabolic Syndrome. Pediatr Clin North Am. 2019 Feb;66(1):31-43. Available from: 10.1016/j.pcl.2018.08.004. PMID: 30454749.

Hasse JM, Matarese LE. Terapia Nutricional para Doenças Hepatobiliares e Pancreáticas. In: Mahan LK, Escott-Stump S, Raymond JL, Krause MV (Orgs.). Krause’s food & the nutrition care process. 13th ed. St. Louis, Mo: Elsevier/Saunders; 2012. p. 645–74.

Koot BGP, Nobili V. Screening for non-alcoholic fatty liver disease in children: do guidelines provide enough guidance? Obes Rev. 2017 Sep;18(9):1050-1060. Available from: 10.1111/obr.12556. Epub 2017 May 25. PMID: 28544608.

Mann JP, Valenti L, Scorletti E, Byrne CD, Nobili V. Nonalcoholic Fatty Liver Disease in Children. Semin Liver Dis. 2018 Feb;38(1):1-13. Available from: 10.1055/s-0038-1627456. Epub 2018 Feb 22. PMID: 29471561.

Radaelli G, Sausen G, Cesa CC, Portal VL, Pellanda LC. Secondary Dyslipidemia In Obese Children - Is There Evidence For Pharmacological Treatment? Arq Bras Cardiol. 23 de agosto de 2018;111(3):356–61. Available from: https://doi.org/10.5935/abc.20180155

Brandalize M, Leite N. Alterações ortopédicas em crianças e adolescentes obesos. Fisioter mov [Internet]. 2010Apr;23(2):283–8. Available from: https://doi.org/10.1590/S0103-51502010000200011

Silva LR da, Felix Rodacki AL, Brandalize M, Lopes M de FA, Bento PCB, Leite N. Alterações posturais em crianças e adolescentes obesos e não-obesos. Rev bras cineantropom desempenho hum [Internet]. 2011Nov;13(6):448–54. Available from: https://doi.org/10.5007/1980-0037.2011v13n6p448

Silva S, Maia AC. Experiências adversas na infância e tentativas de suicídio em adultos com obesidade mórbida. Rev psiquiatr Rio Gd Sul [Internet]. 2010;32(3):69–72. Available from: https://doi.org/10.1590/S0101-81082010005000002

McDonnell CJ, Garbers SV. Adverse childhood experiences and obesity: Systematic review of behavioral interventions for women. Psychol Trauma. 2018 Jul;10(4):387-395. Available from: 10.1037/tra0000313. Epub 2017 Jul 31. PMID: 28758770.

Miller AL, Lumeng JC. Pathways of Association from Stress to Obesity in Early Childhood. Obesity (Silver Spring). 2018 Jul;26(7):1117-1124. Available from: 10.1002/oby.22155. Epub 2018 Apr 14. PMID: 29656595.

Lopes AB, Caetano RF, Nunes PP, Ribeiro CG, Melo JAFV de, Ferreira TV de S, Tobias L da N, Silva BP, Cunha MG da, Freitas MB. Aspectos gerais sobre a obesidade infantil: uma revisão narrativa. REAC [Internet]. 11out.2021 [citado 28nov.2022];37:e8993. Available from: https://acervomais.com.br/index.php/cientifico/article/view/8993

WHO. World Health Organization. Report of the Commission on Ending Childhood Obesity. Implementation plan: executive summary. 2017. Available from: https://iris.who.int/handle/10665/259349.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instrutivo para o cuidado da criança e do adolescente com sobrepeso e obesidade no âmbito da Atenção Primária à Saúde. 2021.Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/instrutivo_crianca_adolescente.pdf acesso em 28 de novembro de 2022.

BRASIL. Programa Mundial de Alimentos (WFP) em parceria com Ministério da Saúde, Agência Nacional de Comunicação, Ministério das relações exteriores. Policy Brief: Obesidade Infantil – estratégias para prevenção e cuidados em nível local”. Brasília, 2021. Disponível em https://centrodeexcelencia.org.br/wp-content/uploads/2021/05/Policy-Brief-Obesidade-pt.pdf acesso em 28 de novembro de 2022.

Thurston WE, Graham J, Hatfield J. Evaluability assessment. A catalyst for program change and improvement. Eval Health Prof. 2003 Jun;26(2):206-21. Available from: 10.1177/0163278703026002005. PMID: 12789712.

Souza EC, Guimarães JMX, Silva MRF. Estudos de avaliabilidade de políticas e programa de saúde pública no Brasil: Revisão Integrativa. Rev Sanare, Sobral. 2017 jul/dez; 16(2):85-92. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1182

Leviton LC, Khan LK, Rog D, Dawkins N, Cotton D. Evaluability assessment to improve public health policies, programs, and practices. Annu Rev Public Health. 2010;31:213-33. Available from: 10.1146/annurev.publhealth.012809.103625. PMID: 20235852.

Samico I, Felisberto E, Figueiró AC, Frias PGD. Avaliação em Saúde: Bases conceituais e Operacionais. Rio de Janeiro, RJ: Medbook Editora Cientifica Ltda; 2010. 196 p.

Cardoso GCP, Oliveira EA de, Casanova AO, Toledo PP da S, Santos EM dos. Participação dos atores na avaliação do Projeto QualiSUS-Rede: reflexões sobre uma experiência de abordagem colaborativa. Saúde debate [Internet]. 2019Jan;43(120):54–68. Available from: https://doi.org/10.1590/0103-1104201912004

Baratieri T, Nicolotti CA, Natal S, Lacerda JT de. Aplicação do Estudo de Avaliabilidade na área da saúde: uma revisão integrativa. Saúde debate [Internet]. 2019Jan;43(120):240–55. Available from: https://doi.org/10.1590/0103-1104201912018

Rodríguez-Campos L, Rincones-Gómez R. Collaborative evaluations: step-by-step. 2o ed. Stanford: Stanford University Press; 2013.

Merrian SB, Tisdell EJ. What is Qualitative Research? In: Qualitative Research: a Guide to design and Implementation. San Francisco. Jossey Bass. 2016; 4: p.3-42.

Cellard A. Análise Documental. In: Poupart J et al, Nasser AC (Orgs.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, RJ: Vozes; 2008.

Thurston WE, Ramaliu A. Evaluability assessment of a survivors of torture program: Lessons learned. Canadian Journal of Program Evaluation. 2005, 20 (2): 1-25. Available from: 10.3138/cjpe.20.001

BRASIL. Ministério da Saúde. Universidade do Estado do Rio de janeiro. Instrutivo para o Cuidado da Criança e do Adolescente com sobrepeso e obesidade no âmbito da Atenção Primária. 2021. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/biblioteca/visualizar/MjA5Mg==/ acesso em 21 de outubro de 2022.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no 424, de 19 de março de 2013. Redefine as diretrizes para a organização da prevenção e do tratamento do sobrepeso e obesidade como linha de cuidado prioritária da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas. Diário Oficial da União. 2013 mar. 20; Seção 1, p23-24. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0424_19_03_2013.html acesso em 15 de setembro de 2022.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no 483, de 1 de abril de 2014. Redefine a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e estabelece diretrizes para a organização das suas linhas de cuidado. Diário Oficial da União. 2014 abr. 2; Seção 1, p. 50. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2014/prt0483_01_04_2014.html acesso em 15 de setembro de 2022

Brasil. Governo do Distrito Federal. Governo de Distrito Federal, Secretaria do estado de Saúde do Distrito Federal. Nota Técnica SEI-GDF n.o 15/2018 - SES/SAIS/COASIS/DASIS. 2018 out. 16. Disponível em: https://www.saude.df.gov.br/documents/37101/64126/Endocrinologia+Pedi%C3%A1trica.pdf acesso em 15 de outubro de 2022.

Brousselle A, Champagne F, Contandrioupoulos AP, Hartz, Z. Avaliação: conceitos e métodos. 1 Edição. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz; 2011.

MENDES, E. V. As redes de atenção à saúde. 2. ed. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde: OMS / OPAS, 2011.

Kelishadi R, Roufarshbaf M, Soheili S, Payghambarzadeh F, Masjedi M. Association of Childhood Obesity and the Immune System: A Systematic Review of Reviews. Child Obes. 2017 Aug;13(4):332-346. Available from: 10.1089/chi.2016.0176. Epub 2017 Jun 12. PMID: 28604080.

Lee EY, Yoon KH. Epidemic obesity in children and adolescents: risk factors and prevention. Front Med. 2018 Dec;12(6):658-666. Available from: 10.1007/s11684-018-0640-1. Epub 2018 Oct 2. PMID: 30280308.

Olson M, Chambers M, Shaibi G. Pediatric Markers of Adult Cardiovascular Disease. Curr Pediatr Rev. 2017;13(4):255-259. Available from: 10.2174/1573396314666180117092010. PMID: 29345597; PMCID: PMC5882498.

Viner R, White B, Christie D. Type 2 diabetes in adolescents: a severe phenotype posing major clinical challenges and public health burden. Lancet. 2017 Jun 3;389(10085):2252-2260. Available from: 10.1016/S0140-6736(17)31371-5. PMID: 28589895.

Bahia L, Schaan CW, Sparrenberger K, Abreu G de A, Barufaldi LA, Coutinho W, et al.. Overview of meta-analysis on prevention and treatment of childhood obesity. J Pediatr (Rio J) [Internet]. 2019 Jul; 95(4):385–400. Available from: https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.07.009

Silveira, AM et al. Efeito do atendimento multidisciplinar na modificação dos hábitos alimentares e antropometria de crianças e adolescentes com excesso de peso. Rev. méd. Minas Gerais. 2010 set., 20 (3). Disponível em: https://www.rmmg.org/artigo/detalhes/350

Ewart-Pierce, E., Mejía Ruiz, M. J., & Gittelsohn, J. (2016). "Whole-of-Community" Obesity Prevention: A Review of Challenges and Opportunities in Multilevel, Multicomponent Interventions. Current obesity reports, 5(3), 361–374. https://doi.org/10.1007/s13679-016-0226-7

Oosterhoff M, Joore M, Ferreira I. The effects of school-based lifestyle interventions on body mass index and blood pressure: a multivariate multilevel meta-analysis of randomized controlled trials. Obes Rev. 2016 Nov;17(11):1131-1153. Available from: 10.1111/obr.12446. Epub 2016 Jul 19. PMID: 27432468.

Ferreira H, Cassiolato M, Gonzalez, R. Nota Técnica: Como Elaborar Modelo Lógico De Programa. 2007: 23. Disponível em: https://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5767

Publicado

22.05.2024

Como Citar

1.
Pessoa CSC, Moreira dos Santos E, Cruz MS, Oliveira AF de. Avaliabilidade do Programa de Obesidade infanto-juvenil na rede pública especializada. Com. Ciências Saúde [Internet]. 22º de maio de 2024 [citado 24º de junho de 2024];34(04). Disponível em: https://revistaccs.escs.edu.br/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/1394

Edição

Seção

Seção temática - Mestrado Profissional em Avaliação em Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)