Condições de saúde bucal da população quilombola no Brasil: uma revisão sistemática

Autores

  • Isnaya Almeida Brandão Lima Universidade Federal do Tocantins
  • Ludimila Alves de Souza Universidade Federal do Tocantions - UFT
  • Leandro Guimarães Garcia Universidade Federal do Tocantions - UFT
  • Luiz Sinésio Silva Neto Universidade Federal do Tocantions - UFT
  • Erika da Silva Maciel Maciel Universidade Federal do Tocantions - UFT

DOI:

https://doi.org/10.51723/ccs.v32i02.709

Palavras-chave:

Saúde Bucal, Grupo com Ancestrais do Continente Africano, Vulnerabilidade, Brasil

Resumo

Até julho de 2020, o Brasil contava com 3.447 comunidades remanescentes de quilombos reconhecidas oficialmente e cerca de 222 processos de reconhecimento abertos no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Estima-se que existam em todo o território nacional aproximadamente 214 mil famílias quilombola, a maioria delas vivendo em espaços rurais. Objetivo: Conhecer as condições de saúde bucal dos quilombolas brasileiros, seus fatores determinantes e condicionantes. Método: Revisão sistemática da literatura através de pesquisa nas bases de dados do Centro Latino-americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), MEDLINE, LILACS e BBO. Após as fases de identificação e seleção, oito estudos foram incluídos. Resultados: Os dados extraídos indicam precárias condições de saúde bucal dos quilombolas e sua relação com fatores socioeconômicos. Conclusão: Existem poucos estudos e uma necessidade real e urgente de ações para melhoria das condições de saúde bucal e da qualidade de vida dessa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isnaya Almeida Brandão Lima, Universidade Federal do Tocantins

Mestre. Programa de Pós-Graduação em Ensino em Ciência e Saúde. Universidade Federal do Tocantins (UFT) –– Palmas-TO, Brasil

Ludimila Alves de Souza, Universidade Federal do Tocantions - UFT

Especialista. Programa de Pós-Graduação em Ensino em Ciência e Saúde. Universidade Federal do Tocantins (UFT) –– Palmas-TO, Brasil

Leandro Guimarães Garcia, Universidade Federal do Tocantions - UFT

Doutor. Programa de Pós-Graduação em Ensino em Ciência e Saúde. Universidade Federal do Tocantins (UFT) –– Palmas-TO, Brasil

Luiz Sinésio Silva Neto, Universidade Federal do Tocantions - UFT

Doutor. Programa de Pós-Graduação em Ensino em Ciência e Saúde. Universidade Federal do Tocantins (UFT) –– Palmas-TO, Brasil

Erika da Silva Maciel Maciel, Universidade Federal do Tocantions - UFT

Doutora. Programa de Pós-Graduação em Ensino em Ciência e Saúde. Universidade Federal do Tocantins (UFT) –– Palmas-TO, Brasil

Referências

BRASIL. Decreto no 4.887, de 20 de novembro de 2003. Diário Of da União, Pod Exec Brasília, DF [Internet]. 2003;21 nov.(Sessão 1):4. Available from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2003/d4887.htm

FCP. Certificação Quilombola [Internet]. 2020. Available from: http://www.palmares.gov.br/?page_id=37551

Brasília. Guia de Políticas Públicas para Comunidades Quilombolas; 2013. Available from: https://www.gov.br/mdh/pt-br/centrais-de-conteudo/igualdade-racial/guia-de-politicas-publicas-para-comunidades-quilombolas

Fundação Cultural Palmares. Quadro Geral de Comunidades Remanescentes de Quilombos (CRQs). Fundação Cult Palmares; 2014. Available from: http://www.palmares.gov.br/?page_id=37551

Oliveira F. Saúde da População Negra. Brasília; 2001. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/0081_saude_popnegra.pdf

Oshai C, Silva H. Áreas Protegidas , Populações Desprotegidas : uma reflexão sobre situação sócio- ecológica de populações quilombolas da Amazônia Paraense. Áreas Protegidas e Inclusão Soc Tendências e Perspect. 2013;6(1):1039–48. Available from: https://www.researchgate.net/publication/303519505_Areas_Protegidas_Populacoes_Desprotegidas_uma_reflexao_sobre_situacao_socio-_ecologica_de_populacoes_quilombolas_da_Amazonia_Paraense

Gomes K, Reis E, Guimarães MD, Cherchiglia M. Utilização de serviços de saúde por população quilombola do Sudoeste da Bahia, Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2013;29(9):1829–42. Available from: /scielo.php?script=sci_arttext&pid=&lang=pt

Institucional A, Fluminense UF, Aplicadas PS, Federal U. Sumário Executivo: Pesquisa de avaliação da situação de segurança alimentar e nutricional em comunidades quilombolas tituladas; 2013. Available from: https://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/pesquisas/documentos/pdf/sumario_135.pdf

IBGE. Informativo. 2019;1–12. Available from: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101681

Grossi PK, Oliveira SB De, Caroline A. O impacto da violência estrutural nas comunidades quilombolas do Rio Grande de Sul. An do Encontro Int e Nac Política Soc. 2019;1(1). Available from: https://periodicos.ufes.br/einps/article/view/25614

Santos CMDC, Pimenta CADM, Nobre MRC. A estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Rev Latino-am Enferm. 2007;15(3):2–5. Available from: https://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n3/pt_v15n3a23.pdf

Itens P, Revis R, Uma P. Principais itens para relatar Revisões sistemáticas e Meta-análises : A recomendação PRISMA *. 2015;24(2):335–42. Available from: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742015000200017

de Souza MCA, Flório FM. Evaluation of the history of caries and associated factors among quilombolas in Southeastern Brazil. Brazilian J Oral Sci. 2014;13(3):175–81. Available from: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/bjos/article/view/8640883

Segundo TK, Ferreira EF e, Costa JE da. A doença periodontal na comunidade negra dos Arturo ’s, Contagem, Minas Gerais, Brasil. Cad Saúde Pública, Rio Janeiro. 2004;20(2):596–603. Available from: https://www.scielo.br/j/csp/a/q6x7cv7DCG3dN9CYfxWXNDn/abstract/?lang=pt

Silva ME de A e, Rosa PCF da, Neves ACC. Necessidade protética da população quilombola de Santo Antônio do Guaporé-Rondônia-Brasil. Brazilian Dent Sci. 2011;14((1-2)):62–6. Available from: https://ojs.ict.unesp.br/index.php/cob/article/view/676

Sandes LFF, Freitas DA, Souza MFNS de. Oral health of elderly people living in a rural community of slave descendants in Brazil. Cad Saúde Coletiva. 2018;26(4):425–31. Available from: https://www.scielo.br/j/cadsc/a/yLYpGMq583c8dwQcTfrhBMj/abstract/?lang=en

Neves Silveira de Souza MF, Fernandes Fonseca Sandes L, Miranda Brito Araújo A, Antunes Freitas D. Self-perception and popular practices of oral health among black slave descendants elderly women in Brazil. Rev Bras Med Família e Comunidade. 2018;13(40):1–10. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/gim/resource/en/biblio-970330?src=similardocs

Rodrigues SA, Lucas MG, Cerqueira ST da S, Braga Ap da S, Vaz LG. Educação em saúde em comunidades quilombolas. Rev Gaucha Odontol. 2011;59(3):445–51. Available from: http://revistargo.com.br/include/getdoc.php?id=6679&article=1358&mode=pdf

Bidinotto AB, D’Ávila OP, Martins AB, Hugo FN, Neutzling MB, Bairros F de S, et al. Autopercepção de saúde bucal em comunidades quilombolas no Rio Grande do Sul: um estudo transversal exploratório. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2017;20(1):91–101. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2017000100091&lng=pt&tlng=pt

Silva EKP da, Santos PR dos, Chequer TPR, Melo CM de A, Santana KC, Amorim MM, et al. Saúde bucal de adolescentes rurais quilombolas e não quilombolas: um estudo dos hábitos de higiene e fatores associados. Cien Saude Colet [Internet]. 2018;23(9):2963–78. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232018000902963&lng=pt&tlng=pt

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo e da Floresta. 2013. Available from: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_saude_populacoes_campo.pdf

Projeto SB Brasil 2010 – Pesquisa Nacional de Saúde Bucal revela importante redução da cárie dentária no país. 2011;27(1):2011. Available from: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_nacional_saude_bucal.pdf

Ferreira RGLA, Bógus CM, Marques RA de A, Menezes LMB de, Narvai PC. Fluoretação das águas de abastecimento público no Brasil : o olhar de lideranças de saúde. Cad Saúde Pública. 2014;30(9):1884–90. Available from: https://www.scielo.br/pdf/csp/v30n9/0102-311X-csp-30-9-1884.pdf

Narvai PC, Frias AC, Fratucci MVB, Antunes JLF, Carnut L, Frazão P. Fluoretação da água em capitais brasileiras no início do século XXI : a efetividade em questão. SAÚDE DEBATE. 2014;38(102):562–71. Available from: https://www.scielo.br/pdf/sdeb/v38n102/0103-1104-sdeb-38-102-0562.pdf

Furtado MB, Pedroza RLS, Alves CB. Cultura, identidade e subjetividade quilombola: uma leitura a partir da psicologia cultural. Psicol Soc [Internet]. 2014;26(1):106–15. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822014000100012&lang=pt%5Cnhttp://www.scielo.br/pdf/psoc/v26n1/12.pdf

Peres MA, Barbato PR, Reis SCGB, Freitas CHS de M, Antunes JLF. Perdas dentárias no Brasil : análise da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal 2010. Rev Saúde Pública. 2013;47(Supl 3):78–89. Available from: https://www.scielo.br/j/rsp/a/VBKtC77bDwvSmTVRNzFNzKh/abstract/?lang=pt

Downloads

Publicado

29.07.2021

Como Citar

1.
Lima IAB, Souza LA de, Garcia LG, Silva Neto LS, Maciel E da SM. Condições de saúde bucal da população quilombola no Brasil: uma revisão sistemática. Com. Ciências Saúde [Internet]. 29º de julho de 2021 [citado 15º de abril de 2024];32(02). Disponível em: https://revistaccs.escs.edu.br/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/709

Edição

Seção

Saúde Coletiva