Indicadores de Qualidade em Terapia Nutricional em Terapia Intensiva

Autores

  • Ana Paula Gomes Calmon Schneider Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal
  • Simone Sotero Mendonça Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal

DOI:

https://doi.org/10.51723/ccs.v26i03/04.307

Resumo

INTRODUÇÃO: O monitoramento dos parâmetros realizados na terapia nutricional contribui para melhoria da assistência, sendo o indicador de qualidade uma ferramenta prática e de baixo custo para este fim.
OBJETIVO: Realizar uma revisão crítica da literatura sobre os indicadores de qualidade em terapia nutricional em terapia intensiva.
MÉTODOS: Foi procedido um levantamento bibliográfico de artigos científicos até 2014 publicados nas bases de dados conforme os descritores em Ciências da Saúde, com as palavras qualityindicators OR healthindicators AND enteral nutrition.
RESULTADOS: A busca pela qualidade em saúde ocorreu através da acreditação hospitalar. O indicador de qualidade é uma ferramenta utilizada na etapa de monitoramento e controle no processo da busca da qualidade em serviço. A Força Tarefa de Nutrição Clínica publicou trinte e seis indicadores de qualidade em terapia nutricional. Na literatura, são escassos os trabalhos que avaliaram indicadores de qualidade em terapia nutricional em Unidade de Terapia Intensiva, sendo o indicador mais avaliado o que mostra a adequação calórica e proteica da nutrição enteral entre o prescrito e o administrado, que mostrou uma variação de 74 a 89% de adequação, com melhora do resultado após um ano de acompanhamento.
CONSIDERAÇÕES: Indicador de qualidade em terapia nutricional é um assunto recente na literatura, portanto, foram poucos os estudos encontrados nas bases de dados. Ainda assim, foi possível concluir que a aplicação dos indicadores de qualidade em terapia nutricional pode contribuir para melhoria da assistência nutricional aos acientes criticamente enfermos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Gomes Calmon Schneider, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal

Programa de Residência em Nutrição Clínica, Hospital Regional da Asa Norte, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Brasília – DF.

Simone Sotero Mendonça, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal

Programa de Residência em Nutrição Clínica, Hospital Regional da Asa Norte, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Brasília – DF

Referências

1. Waitzberg DL, Mateos A, Verotti C. Indicadores de Qualidade em Terapia Nutricional. São Paulo: ILSI Brasil; 2008.
2. Cartolano FC, Caruso L, Soriano FG. Terapia nutricional enteral: aplicação de indicadores de qualidade. Rev. Brasileira Terapia Intensiva. 2009;21(4):376-83.
3. Aranjues AL, Teixeira ACC, Caruso L, Soriano FG. Monitoração da terapia nutricional enteral em UTI: indicador de qualidade? Rev. Mundo Saúde. 2008;32(1):16-23.
4. Franzosi OS, Abrahão CLO, Loss SH. Aporte nutricional e desfechos em pacientes críticos no final da primeira semana na unidade de terapia intensiva. Rev. Brasileira de Terapia Intensiva. 2012; 24(3):263-269.
5. Waitzberg DL. Indicadores de qualidade em terapia nutricional. São Paulo: ILSI Brasil, 2010.
6. Kurihayashi AY, Caruso L, Soriano FG. Terapia nutricional parenteral em UTI: aplicação dos indicadores de qualidade. O Mundo da Saúde, São Paulo: 2009;33(4):480-487.
7. O’meara D., et al. Evaluation of delivery of enteral nutrition in critically ill patients receiving mechanical ventilation. Rev. Am J Crit Care. 2008;17(1):53-61.
8. Binnekade JM., et al. Daily enteral feeding practice on the ICU: attainment of goals and interfering factors. Rev. Crit Care. 2005;9(3):218-25.
9. Abiles J., et al. Nutrients and energy intake assessment in the critically ill patient on enteral nutritional therapy. Nutr Hosp. 2005;20(2):110-4.
10. Oliveira SM., et al. Complicações gastrointestinais e adequação calórico-protéica de pacientes em uso de nutrição enteral em uma unidade de terapia intensiva. Rev. bras. ter. intensiva. 2010;22(3):270-273.
11. Teixeira ACC, Caruso L, Soriano FG. Terapia nutricional enteral em unidade de terapia intensiva: infusão versus necessidades. Rev. Bras Ter Intensiva. 2006;18(4):331-337.
12. Couto CFL, Moreira JS, Hoher JA. Terapia nutricional enteral em politraumatizados sob ventilação mecânica e oferta energética. Rev. Nutr. 2012;25(6):695-705.
13. Oliveira NS., et al. Impacto da adequação da oferta energética sobre a mortalidade em pacientes de UTI recebendo nutrição enteral. Rev. Bras Ter Intensiva. 2011; 23(2):183-9.
14. Nozaki VT, Peralta RM. Adequação do suporte nutricional na terapia nutricional enteral: comparaçãoem dois hospitais. Rev. Nutr., Campinas, 2009;22(3):341-350.
15. Oliveira NS, Caruso LS, Soriano FG. Terapia Nutricional Enteral em UTI: seguimento longitudinal. Nutrire Rev. Soc. Bras. Aliment. Nutr. 2010;35(3):1-3.
16. Assis MCS, et al. Nutrição enteral: diferenças entre volume, calorias e proteínas prescritos e administrado em adultos. RevBras Ter Intens. 2010; 22:346-50.
17. Barbosa MRP. Desempenho de testes de rastreamento e avaliação nutricional como preditores de desfechos clínicos negativos em pacientes hospitalizados. USP. São Paulo: 2010.
18. Araújo MAR., et al. Análise comparativa de diferentes métodos de triagem nutricional do paciente internado. Com. CiênciasSaúde. 2010;21(4):331-342.
19. Jack L, Coyer F, Courtney M. Diarrhea risk factors in enterally tube fed critically ill patients: a retrospective audit. Intensive Crit Care Nurs. 2010;26(6):327-334.
20. Mcclave SA, et al. Guidelines for the Provision and Assessment of Nutrition Support Therapy in the Adult Critically Ill Patient: Society of Critical Care Medicine (SCCM) and American Society for Parenteral and Enteral Nutrition (A.S.P.E.N.). JPEN J Parenter Enteral Nutr. 2009 May-Jun;33(3):277-316.
21. Verotti CCG. Contribuição para seleção de dez indicadores de qualidade em terapia nutricional. 2012. Dissertação. (Mestrado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012).

Downloads

Publicado

29.10.2018

Como Citar

1.
Schneider APGC, Mendonça SS. Indicadores de Qualidade em Terapia Nutricional em Terapia Intensiva. Com. Ciências Saúde [Internet]. 29º de outubro de 2018 [citado 24º de maio de 2024];26(03/04). Disponível em: https://revistaccs.escs.edu.br/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/307

Edição

Seção

Saúde Coletiva