A pós-graduação em Saúde da Família: impressões sobre a formação e a produção do cuidado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51723/ccs.v34i02.1449

Palavras-chave:

Formação Profissional, Aprendizagem Contextualizada, Atenção Integral à Saúde

Resumo

Objetivo: Discutir de que modo as práticas de ensino e aprendizagem inovadoras podem estimular a qualidade da formação nos cursos de pós-graduação, para que propiciem saberes, habilidades e atitudes condizentes com as expectativas e necessidades das populações nos territórios. Método: Trata-se de relato de experiência sobre a “Dinâmica da Sala de Aula Invertida” em um Programa de pós-graduação em Saúde da Família. Resultados e Discussão: A Dinâmica busca garantir aos estudantes uma formação transformadora das realidades e a aplicação do conhecimento produzido na resolução de problemas de saúde das comunidades. Conclusão: Apesar dos esforços em propor metodologias para que a produção do conhecimento se volte cada vez mais às demandas das sociedades, os estudantes encontram dificuldades em discutir as relações complexas entre saúde e suas determinantes, em um contexto mais amplo de desigualdades e iniquidades sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lina Faria, Universidade Federal do Sul da Bahia

Doutora em Saúde Coletiva, Coordenadora Institucional do Mestrado Profissional em Saúde da Família (ProfSaúde) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Porto Seguro/BA, Brasil.

Referências

Calvino, I. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Cia das Letras; 1990.

Peixoto, MT; Miranda, AC; Peixoto, MT. Formação para a Atenção Primária à Saúde: a necessidade de atualizar as Diretrizes Curriculares Nacionais após a pandemia da Covid-19. J Manag Prim Health Care, 2020,12(e44):1-10. [Internet]. [acesso em 2023 fev. 21]. Disponível em: https://doi.org/10.14295/jmphc.v12.1019.

Morin, E. Os sete saberes necessário à educação do futuro. São Paulo: Cortez Editora; 2002.

Freire, P. Pedagogia da esperança. Um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1992.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Glossário temático: gestão do trabalho e da educação na saúde. Brasília, 2013. [Internet]. [acesso em 2023 jun. 10]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/glossario_tematico_gestao_trabalho_educacao_saude_2ed.pdf.

Gerstein, J. The Flipped Classroom: The Full Picture. User Generated Education

Blog, 2011. [acesso em 2023 jun. 08]. Disponível em: https://usergeneratededucation.wordpress.com/2011/06/13/the-

flipped-classroom-model-a-full-picture/.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde 3. ed. – Brasília, 2010. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 13]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_promocao_saude_3ed.pdf.

Sperling S. Política Nacional de Atenção Básica: consolidação do modelo de cuidado ou conciliação com o mercado de saúde? Saúde Debate. 2018,42(1):341–345. [acesso em: 08 jun. 2023]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-11042018S123.

Loureiro, I. O processo de aprendizagem em Promoção da Saúde. Rev Portuguesa de Pedagogia. 2008, 42(1):65-89. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 13]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/269604399_O_processo_de_aprendizagem_em_Promocao_da_Saude/link/63e6393ac002331f726b54eb/download

Faria, L, Castro Santos, LA, Alvarez, REC. As sociedades em risco e os múltiplos fatores que fragilizam as relações sociais em tempos de pandemia. Rev del CESLA. 2022, (29):11-28. [Internet]. [acesso em 2023 fev. 20]. Disponível em: https://doi.org/10.36551/2081-1160.2022.29.11-28.

Silva JAM, Peduzzi M, Orchard C, Leonello VM. Educação interprofissional e prática colaborativa na atenção primária à saúde. Rev Esc Enferm. 2015, 49(2):16-24. [Internet]. [acesso em 2023 abr. 20]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-623420150000800003.

Santos, BS. A Universidade no Século XXI: Para uma Reforma Democrática e Emancipatória da Universidade. In Santos, BS, Almeida Filho, N. A Universidade no Século XXI: Para uma Universidade Nova. Coimbra; 2008. 13-106. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 18]. Disponível em: https://www.boaventuradesousasantos.pt/media/A%20Universidade%20no%20Seculo%20XXI.pdf.

Freire, P. Pedagogia da autonomia. 59ª. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra; 2019.

Freire, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez; 1989.

Guilam, MCR, Teixeira, CP, Machado, MFAS. et al. Mestrado Profissional em Saúde da Família (ProfSaúde): uma experiência de formação em rede. Interface (Botucatu), 2020, 24(1):1-15. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 10]. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/JHBXSLpx4Y9zzkfTvXtXXwx/?format=pdf&lang=pt.

Teixeira, CP, Santos, DVD, Ramos, AAM. et al. Mestrado Profissional em Saúde da Família: práticas e reflexões para o Sistema Único de Saúde. Revista de APS, 2021, 24:5-9. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 16]. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/36176.

Santos, M. O retorno do território. In: OSAL: Observatorio Social de América Latina. 2005,16(6):1515-3282. [Internet]. [acesso em 2023 fev. 20]. Disponível em:http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/osal/osal16/D16Santos.pdf. Acesso em: 20 fev. 2023.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? 1. ed. rev. Brasília: Ministério da Saúde; 2018. [Internet]. [acesso em 2023 fev. 11]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf.

Faria, L, Castro Santos, LA. As profissões de saúde: uma análise

crítica do cuidar. Hist. cienc. saude-Manguinhos. 2011,18(1):227-240. [Internet]. [acesso em 2023 mar. 20]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-59702011000500012.

Hirata, H. Guimarães, NA. Cuidado e cuidadoras. As várias faces do trabalho do care. São Paulo: Atlas, 2012.

Castro Santos, LA, Faria, L. Ensaio de leitura: intersecções e

correlações no mundo do trabalho

e do cuidar (Brasil/França). Sociol. Antropol. 2017, 7(13): 939-957. [Internet]. [acesso em 2023 mar. 15]. Disponível em: http://dx.doi.org /10.1590 /2238-38752017v7311.

Kergoat, D. O cuidado e a imbricação das relações sociais. In: Abreu, ARP, Hirata, H, Lombardi, MR. Gênero e trabalho no Brasil e na França: perspectivas interseccionais. São Paulo: Boitempo; 2016.

Chambliss, D. Beyond caring: hospitals, nurses, and the social

organization of ethics. Chicago: The University of Chicago Press; 1996.

Parsons, T. Research with human subjects and the

‘professional complex’. In: Freund, PA. Experimentation with human subjects. New York: Braziller; 1969. 325-360. [Internet]. [acesso em 2023 jun. 12]. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/20023881.

Batista, N.A. Educação interprofissional em saúde: concepções e práticas Cad. FNEPAS. 2012, 2:25-28. [Acesso em: 06 jun. 2023]. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4298824/mod_resource/content/1/educacao_interprofissional.pdf. [acesso em 2023 jun. 10].

Mitre, S.M. et. al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc. saúde coletiva. 2008, 13(suppl 2): 2133-2143. [acesso em 2023 jun. 10]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000900018.

Falkenberg, M.B. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciênc. saúde coletiva. 2014, 19 (03): 847-852. [acesso em 2023 jun. 11]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232014193.01572013.

Faria, L. et. al. A saúde pública no Brasil: da educação sanitária à educação na saúde In: Faria, L et. al (org.) Educação e Saúde na Atenção Primária: história e memória. São Paulo: Hucitec; 2022.

Ricoeur, P. O si-mesmo como um outro. Campinas: Papirus; 1991.

Alencar, EMLS. O estímulo à criatividade em programas de pós-graduação

segundo seus estudantes. Psicol. Reflex. Crit. 2002, 15(1):63-70. [acesso em: 06 jun. 2023]. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-79722002000100008

Alencar, EMLS, Souza-Fleith, D. Criatividade pessoal: fatores facilitadores e

inibidores segundo estudantes de Engenharia. Magis. Revista Internacional de

Investigación en Educación. 2008, 1(1):113-126. [acesso em 2023 jun. 10]. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281021687008.

Oliveira, ZMF; Alencar, EMLS. Criatividade na pós-graduação stricto sensu:

uma presença possível e necessária. R. Educ. Públ. 2014, 23(52). [Internet]. [acesso em 2023 fev. 23]. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/1424/1089

Moran, JM. Metodologias ativas para uma aprendizagem profunda. In: Moran, JM, Bacich, L. (org.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem

teórico-prática. Porto Alegre: Penso; 2018.

Ferrarini, R., Saheb, D, Torres, PL. Metodologias ativas e tecnologias digitais:

aproximações e distinções. Educ. Questão. 2019, 57(52):1-30. [Internet]. [acesso em: 06 jun. 2023]. Disponível em: https://doi.org/10.21680/1981-1802.2019v57n52ID15762.

Bergmann, JE, Sams, A. Sala de Aula Invertida: Uma metodologia ativa de

aprendizagem. 1. ed. Rio de Janeiro: LTC; 2020. [Internet]. [acesso em 2023 jan. 19]. Disponível em: https://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2020/08/Sala-de-Aula-Invertida-Uma-metodologia-Ativa-de-Aprendizagem.pdf.

Carvalho, C., Solomon, Y. Supporting statistical literacy: What do culturally

relevant/realistic tasks show us about the nature of pupil engagement with

statistics? International Journal of Educational Research. 2012, 55: 57-65.

Publicado

22.11.2023

Como Citar

1.
Faria L. A pós-graduação em Saúde da Família: impressões sobre a formação e a produção do cuidado. Com. Ciências Saúde [Internet]. 22º de novembro de 2023 [citado 21º de abril de 2024];34(02). Disponível em: https://revistaccs.escs.edu.br/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/1449

Edição

Seção

Seção Temática - Mestrado ProfSaude